Você tem problema na tireóide? Entenda a origem emocional dos sintomas.

Atualizado: há 7 dias

HIPOTIREOIDISMO, Você sabe qual sentimento desencadeia essa disfunção? .. .. ..

Primeiramente precisamos entender qual apelo psicossomáticos a Tireoide sofre frente ao seu estilo de vida. A Tireoide é uma glândula que se localiza na face anterior da traqueia, no centro do pescoço. Ele age no coração controlando os batimentos cardíacos, no intestino controlando o peristaltismo e frequência de evacuações, na temperatura corporal, no humor, na memó- ria e outras funções cognitivas. Age também no osso, no músculo e no tecido adiposo, nas mulheres ajuda controlar o ciclo menstrual e ovulação. É uma glândula que administra as outras dando o ciclo fisiológico de cada uma. No aspecto psicossomático a tireóide sofre com sentimentos que corrompem vitalidade, ou qualquer evento que tenha sentido de sobrevivência. Por estar na traquéia, podemos incluir, que esse evento por ser de sobrevivência, como o "AR" que passa por ela , foi um evento que não podia ser evitado, pois sem o "ar" nosso organismo não sobreviveria. A tireóide controla os ciclos e tempos de cada metabolismo dos sistemas no nosso corpo, e por isso, podemos incluir também ao gatilho emocional, algo que dependeria de "tempo" para ter alcançado exito. Toda vez que o corpo sente um gatilho emocional de sobrevivência ele é estimulado a trabalhar mais para que o sistema não morra, no caso da tireóide teríamos a presença de nódulos, canceres e a alteração de HIPERTIREOIDISMO. De modo que, até a conclusão do conflito, o sistema endócrino estaria trabalhando dobrado para satisfazer a demanda emocional. Mas nesse post eu trago o HIPOTIROIDISMO, por quê será que o corpo resolveu agora "diminuir" ou mesmo "parar" de administrar o restante do corpo e não respeitar os ciclos? Será que você já o estimulou tantas vezes que agora ele resolveu não mais funcionar, para que você mude suas atitudes ? Então agora que começa nossa busca do diagnóstico emocional, fazendo perguntas sobre eventos emocionais que antecedem 3 meses ou mais as manifestações físicas da patologia . Sabemos que os sintomas de hipotireodismo podem ser esses:

No corpo: fadiga, incapacidade de praticar atividade física, letargia, síndrome da fadiga ou sentindo frio

Na menstruação: menstruação anormal ou menstruação irregular

No sono: ronco ou sonolência

Nos músculos: cólicas ou fraqueza muscular

Também é comum: colesterol alto, depressão, disfunção sexual, eczema, ganho de peso, inchaço, letargia, olhos inchados, palidez, pés e mãos frias, rigidez das articulações, ritmo cardíaco lento, sensibilidade ao frio, tireóide aumentada ou unhas quebradiças.

Claro que podemos pegar cada um desses sinais e sintomas e fazer referências à psicossomática, porém quando se trata de tireoide estamos falando uma Síndrome energética . Pegar fatos isolados não tratam o todo e nem chegamos no gatilho principal. Por isso saber o diagnostico físico é tão importante. Porque pegar somente sintomas isolados esgota o entendimento e frustra conhecimentos de somática e ficamos no achismo. Voltando aqui para o hipotireoidismo, a procura do evento principal as vezes é complexo, pois o gatilho pode ter ocorrido num passado distante, ou mesmo ser gatilho indireto de alguém que você era muito apegado , principalmente se ocorreu até seu 3⁰ ano de vida ( mas deixa esse assunto para outro post). Trouxe esse post bem detalhado para vocês começarem a pensar como são formados nosso inconsciente durante síndromes emocionais....pois elas vão desencadear patologias secundárias bem como condutas e personalidades de momento, durante sua vida. Aqui nesse post vamos resumir em achar o diagnóstico de hipotireoidismo perguntando para nós mesmos então, o que foi que não conseguimos salvar ou favorecer por não ter tido tempo? Pois é essa pergunta da TIREOIDE. O restante é apenas secundário, são trilhas de conflito ou mesmo dicas de como chegar ao conflito principal. Você deve estar se perguntando, pra que o corpo arranja outros motivos de ter outras manifestações físicas secundárias? Por que o gatilho emocional foi de sobrevivência, e ele é MUITO dolorido para ser lembrado ou mesmo ressignificando. Então nossa mente cria diversos atalhos para enganar nosso autoconhecimento, isso que é chamado de autoboicote... é muito mais fácil e menos dolorido cutucar a ferida superficial do que aquela que te fez , mesmo escondida, chegar ate aqui. Pensem nisso... Um bj enorme de coração Roberta Carvalho

Se você gostou desse tema e quer saber mais, entre em contato com todos meus canais, façam perguntas e sugestões . Obrigada

www.decodificamente.com.br



12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo